FES (MARROCOS) - Blog Sonho e Destino - Dicas, Roteiros e Destinos de Viagens

Assine nossa newsletter:

Quer receber nosso informativo e ficar por dentro das nossas viagens? Basta cadastrar o seu e-mail abaixo.

FES (MARROCOS)

Uma das coisas que mais esperamos de uma viagem é que ela nos surpreenda positivamente. Podemos dizer que Marrocos não era um destino que procurávamos, mas é muito bom poder dizer que ir para lá nos deixou muito surpresos com o que encontramos e o lugar mais do que nos encantou.

Nossa viagem começou no início de dezembro. Existem dois voos semanais que ligam São Paulo a Casablanca pela companhia aérea Royal Air Maroc. Apesar de ser o primeiro lugar que chegamos, Casablanca foi a última cidade que visitamos.

De lá partimos direto para Fes e resolvemos almoçar no caminho. No início foi um pouco assustador mas com o tempo vamos nos acostumando. Almoçamos carne com cebola, batatas e pães que fazem parte de todas as refeições marroquinas.

fes1

fes2

fes3

Para nossa surpresa, vimos alguns gatos. Mal sabíamos que eles fariam parte de toda a nossa viagem por Marrocos.

gatos2

Fes é uma pequena cidade localizada mais ao norte de Marrocos. Uma cidade que, confesso, até chegar lá, nem sabia que ela existia. Não fazia ideia do que ela podia oferecer. O nome pode não parecer familiar, mas sua cultura, costumes e tradições são conhecidas no mundo todo, principalmente por serem citados em filmes e também em novelas brasileiras. Fes nos deixou boquiabertos logo que atingimos suas primeiras ruas, não pelo valor histórico da maior Medina do Marrocos, mas por um fator oposto a este. Fes conta com um centro novo e moderno, com shoppings, largas avenidas e muita influência da cultura ocidental. A cidade tem mais de um milhão de habitantes, onde cerca de 380 mil vivem dentro da Medina.

Logo no início já percebemos que a viagem seria surpreendente. Ficamos hospedados em um excelente hotel ao lado de um shopping. Como em todas as viagens, já fomos logo procurar uma operadora de celular, para não ficarmos sem conexão com o mundo. Não demoramos muito para achar uma operadora que oferecesse um bom serviço por um bom preço. Nossa conexão 3G perdurou durante toda a viagem sem interrupção e com uma ótima velocidade.

Celular resolvido, fomos andar no shopping. Já de cara percebemos que muitas das histórias negativas sobre o país eram mitos. Para quem não sabe, Marrocos foi dominado pela França do início do século XX até meados dos ano 50. Isso tornou o país muito ocidentalizado e com influências claras da cultura que estamos acostumados. Apesar de ser um mais de maioria muçulmana, árvores de natal e outros signos referentes à maior celebração católica do ano estavam espalhados pela cidade. O que não faltava dentro do shopping eram ofertas natalinas. Como qualquer outro shopping do mundo, a praça de alimentação oferecia muitas opções de fast foods bem conhecidos e outras locais. Mas claro que não fomos até o Marrocos para ver shopping, estávamos somente nos preparando para ir ao centro histórico no dia seguinte. Passamos pelo Centro e visitamos o Royal Palace (Dar el Makhzen) e ficamos admirados com as sete portas douradas.

fes5

fes6

fes7

A MEDINA:

Fes guarda a maior Medina do Marrocos. São aproximadamente 380 mil pessoas vivendo nela. A atividade lá é intensa, com muitos comerciantes fazendo todo tipo de negócios. Muita comida local, animais, artesanato, especiarias.

O portal da entrada da Medina recebe o nome de Bab Boujeloud.

fes8

fes9

O que mais chama a atenção dentro da Medina é como eles carregam carga. Como as ruas são muito estreitas, impossibilitando a entrada de carros, burros acabam fazendo o serviço. É comum cruzar com burros e motos pequenas enquanto se passeia nesse labirinto. Por falar em Labirinto, só é possível andar lá com o auxilio de um guia. Não só para não se perder, mas também para visitar pontos específicos que seriam impossíveis de serem achados sem a ajuda de quem conhece o local. No primeiro dia da visita, nosso guia nos levou para visitar locais únicos, bem típicos do Marrocos. Nossa primeira parada foi em um restaurante onde se tinha uma vista geral da Medina. De lá pudemos entender melhor a dimensão do lugar. Assim como em todas as cidades muçulmanas que já visitamos até hoje, logo escutamos a chamada para a reza que vinha das mesquitas, que acontece pelo menos cinco vezes ao dia.

fes10

fes11

De lá seguimos para um dos cartões postais de Fes, os curtumes. Tratam-se de vários locais onde são tratados os couros dos animais, muito típicos no Marrocos. Os curtumes são parte de uma tradição milenar marroquina. A imagem dos curtumes é tão forte que muitas pessoas acham que o Marrocos se resume a isso. Produções de novelas brasileiras já usaram esses locais como cenário. Algo muito específico desses locais é o forte cheiro de carniça. Não é o tempo todo que o cheiro é intenso, mas tem momentos que ele se torna insuportável. Para amenizar um pouco, o pessoal local te oferece folhas de hortelã logo na entrada, para você ter um refúgio do mau cheiro.

fes12

fes13

fes14

Continuando pela Medina, não pudemos deixar de notar a maneira que os vendedores locais nos aborda. Eles estão sempre querendo te vender alguma coisa. Negociar faz parte da cultura local, muito presente em vários países árabes. Nosso guia logo nos traz a dica: se quiser comprar negocie muito, pois, para turistas, normalmente eles cobram o produto três vezes mais do que ele realmente custa. Vale ressaltar que nada tem preço escrito.

fes15

fes16

fes17

fes18

Nossa viagem por Fes termina aqui e ficamos apaixonados por tudo o que vimos. Espero que vocês tenham gostado. Nosso passeio continua agora em direção à Marrakesh. Até logo!

Sonho e Destino
Publicado por
Sonho e Destino

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *