Passeando pela mais antiga capital do país, Recife - Sonho e Destino

Assine nossa newsletter:

Quer receber nosso informativo e ficar por dentro das nossas viagens? Basta cadastrar o seu e-mail abaixo.

Passeando pela mais antiga capital do país, Recife

Fizemos um passeio pela mais antiga capital do Recife e nos encantamos com tanta história.

É a primeira vez que viajamos juntos para o Nordeste do país e a Gisella estava ansiosa, pois essa seria a primeira vez que ela viajaria para esta região. Nosso destino é Recife, Pernambuco e vamos ficar na cidade por apenas 24 horas.

Recife é a mais antiga capital do Brasil e tem mais de 1,6 milhões de habitantes. A cidade surgiu como “Ribeira de Mar dos Arrecifes dos Navios” em 1537. Um fato interessante sobre Recife é que durante vinte anos ela foi a sede da Colônia de Holanda.

Chegamos no aeroporto perto das duas horas da tarde e fomos até o Centro de Recife, no Marco Zero. Um local cheio de história, onde é conhecido como o ponto de início da cidade. Esse lugar leva o nome de Marco Zero por ser de lá que são medidas todas as distâncias da cidade. O local está muito bonito e foi todo reformado no ano de 2000 em comemoração aos 500 anos do Brasil.

Recife - Marco Zero
Recife – Marco Zero

No chão, a pintura da Rosa dos Ventos de Cícero Dias chama a atenção pelo seu tamanho.

Recife - pintura rosa dos ventos Cicero Dias
Recife – pintura rosa dos ventos Cicero Dias

Na ilha em frente ao Marco Zero fica o Parque de Esculturas de Francisco Brennand que foi feito sobre o recife. É possível chegar lá através de pequenos barcos que ficam a disposição na praça por aproximadamente R$ 5,00. A escultura mais alta e que mais chama a atenção é a Coluna de Cristal com 32 metros de altura que se sobressai entre as mais de 90 obras do artista.

Recife - Parque das Esculturas de Francisco Brennand
Recife – Parque das Esculturas de Francisco Brennand

Depois de conhecer esse ponto importante da cidade caminhamos ao arredor e encontramos um armazém antigo e reformado. Lá funciona o Artesanato de Pernambuco e claro que a gente não podia deixar de comprar as lembrancinhas da cidade.

A Gastronomia de Recife

O almoço não poderia ser outro prato além da Tapioca.  Encontramos um lugar muito charmoso que se chama Tapiocaria e a variedade de opções era imensa. O atendimento foi feito por uma moça muito simpática que já indica que a especialidade da casa é a Tapioca de Charque com tomate e catupiry. Sem hesitarmos, essa foi a primeira escolha. De sobremesa, o Fernando escolheu uma tapioca de coco com doce de leite e a Gisella preferiu uma com chocolate e coco. Com certeza foram as tapiocas mais gostosas que já experimentamos.

Recife - tapioca
Recife – tapioca

Outro prato que faz muito sucesso em Recife e todo mundo nos falava para experimentar é o famoso bolo de rolo. É um bolo com uma massa bem fina e o recheio pode ser de preferência do cliente como doce de leite ou goiabada. O bolo de rolo ganhou fama entre a corte dos colonos na época da colonização e foi considerado durante muito tempo o doce típico da nobreza.

Recife - Bolo de rolo
Recife – Bolo de rolo

Continuando o passeio

Após a nossa pausa maravilhosa para o almoço, continuamos o nosso passeio até o centro antigo de Recife. Quando achávamos que já tínhamos visto quase tudo, nos deparamos com um centro lindo e cheio de história.

Recife - centro antigo
Recife – centro antigo

Nossa primeira parada foi na Praça da República onde em 1642, Maurício de Nassau, governador do Brasil Holandês, ergueu o Palácio de Friburgo que foi demolido em 1769. Dessa praça a gente consegue ver o Palácio do Governo e o Fórum. São prédios bem antigos que nos chama a atenção pela estrutura arquitetônica.

Recife - Praça da República
Recife – Praça da República
Recife - Palácio do Governo
Recife – Palácio do Governo
Recife - Fórum
Recife – Fórum

Continuando o nosso passeio chegamos na Rua do Bom Jesus, com certeza um ponto obrigatório para quem quer conhecer Recife. Nos deparamos com o vendedor Ronaldo Catraca fazendo seu artesanato na calçada com lascas da árvore de cajá, uma fruta típica da região. Ele estava trabalhando bem em frente a Sinagoga Kahal Zur Israel e nos deu uma aula sobre história, cultura e arte. Ele nos explicou sobre a Rua do Bom Jesus, que foi a primeira rua de Recife e antigamente recebia o nome de Rua dos Judeus (1636 – 1654) por conta da Sinagoga, que foi a primeira das Américas e hoje funciona também o Arquivo Judaico de Pernambuco.

Recife - placa de rua mais antiga
Recife – placa de rua mais antiga
Recife - Rua do Dom Jesus - Ronaldo Catraca
Recife – Rua do Dom Jesus – Ronaldo Catraca
Recife - Primeira Sinagoga das Américas
Recife – Primeira Sinagoga das Américas

Para fechar o nosso passeio por essa cidade cheia de história, gente bacana e muita comida boa, fomos caminhar pela Ponte Maurício de Nassau que foi inaugurada em 18 de dezembro de 1917.

Recife - Ponte
Recife – Ponte

Um próximo passeio

Por enquanto a gente fica com esse passeio maravilhoso conhecendo a história desse lugar tão incrível. Claro que Recife ainda tem muitos lugares bonitos para se visitar como a Praia da Boa Viagem que será o tema do nosso próximo post.

Sonho e Destino
Publicado por
Sonho e Destino

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *